domingo, 29 de novembro de 2015

Como um dia de domingo

Domingo para agradecer o sol lá fora, os beijos de bom dia, o acordar sem um despertador.
Domingo para partilhar um café com os amigos, para acender velas perfumadas na casa e ver um filme tapados com uma manta no sofá.
Domingo para preparar mais uma semana de testes para ele, de adaptação a uma nova professora para ela e de muito trabalho para mim.
Domingo para continuar a fazer as escolhas certas e alimentar-me de tudo e todos os que me fazem bem!


Domingo para ter fé. Em tudo!

Bom domingo!

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

E lá fui eu sem medos

84 kg!

Podia dizer que me sinto frustrada pelo número de vezes que já andei para trás, pelo número de vezes que quase cheguei onde queria e retrocedi. Podia dizer que sou fraca, que me falta persistência. Podia, mas não quero nem vou dizer.
Quero antes ter a certeza que posso perder-me incontáveis vezes no caminho, voltar atrás, recuar, mas um dia, seja ele qual for, eu chego lá!

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Vou fazer as pazes com ela

Há um ano que não a vejo, não temos mantido qualquer contacto...
Sei que o nosso primeiro reencontro vai ter um sabor amargo. Sei também que me vai acusar de a ter ignorado.Vai apontar-me o dedo, perdão, o número...
E para reencontros que se esperam difíceis, devemos ir preparados:


Imagem retirada da internet

terça-feira, 24 de novembro de 2015

A marmita da Maria...

...tem lá dentro:

1 maçã (lanche da manhã)

1 sanduíche de pão integral com queijo fresco + 1 iogurte líquido magro (almoço, porque hoje não havia comida feita)

4 tostas de milho (lanche da tarde)





segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Quem te avisa teu amigo é


Domingo é, normalmente, dia de fazer um bolo caseiro para ir variando os lanches das crianças durante a semana. No entanto, após as ocorrências do dia de ontem, aconselho-vos vivamente a seguir os procedimentos abaixo enunciados sempre que decidirem ir para a cozinha com a mesma intenção:

1- Selecionar a receita;

 2- verificar se têm todos os ingredientes necessários antes de começar a deitá-los para um recipiente;

3- caso não se verifique o ponto dois, voltar ao ponto 1 para seleção de receita para cuja confeção não haja ingredientes em falta;

NOTA:  se, mesmo não se verificando o ponto 2, insistirem na confeção da primeira receita selecionada, substituindo os ingredientes em falta (tipo ovos e margarina para untar a forma) por outros que não têm nada a ver, garanto que a probabilidade da coisa correr mal é altíssima!!


Não têm de quê!

domingo, 22 de novembro de 2015

Começar bem a semana

Acreditar em nós. Agradecer as pequenas coisas, que são muito. Deixar entrar o Sol, independentemente do tempo que faz lá fora. Gostar-se, hoje, e numa promessa de que assim será novamente amanhã.

Um extraordinário dia de domingo!
O meu começa assim:




sábado, 21 de novembro de 2015

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Incentivo para a dieta - dia 3


Noite fria

A porta acabou de se fechar.
Do lado de fora entusiasmo, expetativa, alegria por tudo o que será o fim de semana.
Do lado de dentro ficamos nós, o silêncio e eu, as almofadas desalinhadas no sofá e a mesa ainda posta do jantar.
Ajeito as almofadas, arrumo a cozinha, preparo um chá. Espero que a bebida quente me aqueça. Passa já, mas, de repente, ficou por aqui muito frio...

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Incentivo para o dia 2 - Mas, afinal, que blog é este?

Este é um blog sobre dietas ou um blog de aceitação pessoal?

É as duas coisas!

Em primeiro lugar, é importante dizer que a minha filosofia de vida é a da valorização pessoal.
Não acho que tenha que mudar a minha aparência por nada nem por ninguém, a não ser se eu tiver vontade, a não ser se eu achar que isso é melhor para mim.
Estar mais ou menos gorda não altera a minha essência, não muda nada daquilo que eu sou, dos meus valores, daquilo que trago dentro.
Nesta perspetiva, este espaço procura ser um incentivo ao aceitar-se, ao gostar de si, ao cuidar-se tal e qual como se é.
O nosso tempo é o agora, é o hoje!
 É injusto para qualquer pessoa viver na frustração do peso que se devia ter e não se tem, do emprego que podia ser melhor e não é, do dinheiro que não sobra no final do mês...É urgente um esforço para agradecer o que a vida nos dá de bom e aceitar aquilo que não podemos mudar.

Então, para quê a dieta?

 Eu sou gorda por herança genética, é verdade, mas a verdade é que também como muito mal. Principalmente doces, Eu não sou uma pessoa gulosa, eu sou a pessoa gulosa; e não me satisfaz um quadrado de chocolate, uma dose de pudim ou uma fatia de bolo...
Isto seria simples se o único problema fosse ir ficando apenas maior. Eu seria apenas A Gorda que não veste Prada.
Mas não é!
Este vício tão doce tem consequências amargas a longo prazo num dos maiores bens que podemos ter: a saúde. Eu sei porque  vou assistindo de muito perto e vendo o sofrimento de algumas das pessoas que moram em mim.
Daí esta necessidade de, mais do que fazer dieta, aprender a comer, mudar hábitos, não por 2, 3 meses, mas numa mudança para a vida.

Já me fiz estas proposta mais do que uma vez. Na verdade, mais do que duas. Talvez mais do que dez...
Falhei todas!
 Mas, porque gosto de mim, porque mereço e porque adoro viver vou sempre continuar a tentar!

Que hoje seja, efetivamente, o meu dia 2!



terça-feira, 17 de novembro de 2015

Querida dieta...

Querida Dieta,

Escrevo-te esta carta para que possamos, de uma vez por todas, entender-nos e resolver as nossas divergências.
 Sinto que nunca me entreguei a ti por completo, nunca fui capaz de me comprometer verdadeiramente na nossa relação...
Aliás, nem sei como me deixas voltar sempre para ti depois de um rol tão imenso de infidelidades e abandonos!
 Sim, admito que te traí! 
Na maior parte das vezes ao final do dia, já quando todos dormiam...
Sabes o Pão, o Bolo, o Pudim, as Empadas, o Bacalhau com Natas...e tantos outros que tu não sabes? Comi-os! A todos! E não, não foi só uma vez, nem duas...Na verdade, foram tantas as vezes que lhes perdi a conta...
Não te lamentes! Vá, reconhece que também tiveste culpa! 
Sempre tão autoritária, tão mandona: "não podes isto", "não podes aquilo", meses a fio sem me deixares olhar para o lado quando íamos ao restaurante ou à pastelaria... 
Dieta, eu não aguentava mais! 
E assim que podia...esquecia-me de ti. Por muito tempo...

Na verdade, estamos separadas há quase um ano e são bem visíveis em mim as marcas desse esquecimento...
Quero que saibas que as relações que fui tendo apenas me fizeram feliz no momento, depois sentia-me culpada por te ter abandonado e cada vez ficava com mais vontade de voltar para ti...

Por isso, peço-te, vamos dar-nos mais uma oportunidade. Fazes-me falta!

Apenas te peço que sejas mais tolerante. Afinal, um amor para durar para sempre nunca pode ser uma prisão. 

Vemo-nos a partir de amanhã!

Quero abraçar-te!

Maria


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Desejo imenso tê-lo nas mãos...








Imagens retiradas da internet


...O livro,pessoas lindas, o livro!!!


Um alimento que não engorda!

domingo, 15 de novembro de 2015

Quero um Chef Ramsay...JÁ!

Acordar, preparar o pequeno-almoço. Arrumar a louça do pequeno-almoço. Saída e regresso duas horas depois. Preparar o almoço.Almoçar e voltar a arrumar.Estudar com o mais velho, preparar o lanche. Ir às compras, voltar e preparar o jantar. Jantar, contar a história e deitar as crianças, arrumar...

Deixo-vos apenas com a sumária descrição e vou poupar-vos ao rosário de lamentações! É simples:TRAGAM-ME O GORDON, JÁ!!

imagem retirada da internet

sábado, 14 de novembro de 2015

Sobre Paris...

Consternação. Tristeza. Impotência. Compaixão. Revolta. Brutalidade. Ignorância....

Quão selvagem pode ser esse bicho chamado homem!

Imagem retirada da internet


Gosto do silêncio das manhãs, do tempo de estar comigo antes que eles acordem. Do cheiro do café bebido em chávena grande enquanto planifico mentalmente os meus dias tão cheios de afazeres, de rotinas.Gosto desta pausa que me permite ser eu, esquecendo por momentos que sou mãe,  professora,  dona de casa, gestora sem substituto desta empresa de afetos que é a nossa família de mãe e filhos . Gosto desta pausa que me permite ser eu, simplesmente Maria.
Depois estou pronta. Pronta para dizer à vida: "BOM DIA!"

Imagem retirada da internet


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Inspiração para o fim de semana

Para o fim de semana que aí vem, a inspiração vem da Verena, a curvy girl alemã do blog The Skinny and the Curvy One. Vão lá espreitar que vale a pena!





quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Maçã com canela

Fica uma sugestão para o lanche.
Maçã cortada às fatias fininhas e generosamente polvilhada com canela. 
Para saborear com prazer, tal como devemos saborear a vida!


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Não é Prada, mas hoje vou assim #1


O teu tamanho não define quem tu és, não revela a tua essência.
 Ergue a cabeça, escolhe com cuidado a tua roupa.
 Cuida-te. Mima-te. Confia.
 Usa como arma o teu sorriso.
És linda!
Desfila!

Calças - mhia
Casaco - old
Túnica - comércio local
Botas - Tapadas (outono/inverno 14/15)
Colar - Natura (verão 14)

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Temos fome de quê?


Hoje é que é! É desta que nos comprometemos e não vamos desistir da dieta. Afinal, só depende de nós, não é?
O pequeno almoço é exemplar e para o lanche da manhã escolhemos  meia dúzia de amêndoas. Os frutos secos são bons, fazem bem. Têm gordura, mas daquela boa. Ah, escolhas saudáveis! Desta é que é! Humm, tão boas! Sem sal, naturais. As melhores!Se calhar em vez de 6 um punhado também não faz mal.
E a fome cresce, sai do esconderijo disfarçado de boas intenções.

 Já não é um punhado, são duas ou três mãos cheias.

Se já foram as amêndoas, estamos perdidas! Já que estragámos a dieta podemos atacar também as bolachas, aquelas tão boas, que têm pepitas. E o chocolate que comprámos na promoção do supermercado;a metade do preço era uma oferta imperdível! E as batatas fritas. 
Nada disto comprámos para nós! Claro que não!Estamos de dieta! É um mimo para as crianças, é  para servir aos amigos, às visitas...Para nós há tostas de milho, gelatina zero e pão integral. E fruta. Muitas maçãs. Banana, não! A banana está cheia de açúcar! Engorda!!

Mas, hoje, hoje, mais uma vez, não resistimos...

E assim vamos enchendo o estômago, o corpo, saciando uma fome que não sabemos de onde vem. E ficando vazias à medida que se despejam as taças das amêndoas, se esvaziam os pacotes de bolachas e se enrola num berlinde o alumínio que cobria o chocolate que só comprámos por culpa da promoção.

Ficam embalagens vazias. Ficamos nós. Culpadas. Também vazias.

Afinal, temos fome de quê?

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Aceitar-nos. Gostar de nós. Em qualquer tamanho, a qualquer hora. Todos os dias. Aceitar a vida que se tem, mas melhorar o que se pode. Cair e levantar-se. Escolher ser feliz. SEMPRE!

Imagem retirada da internet

domingo, 8 de novembro de 2015

E porque devemos fazer a vontade às vontades....

Voltei!
Passados dois anos. Outra vez.
Nada a acrescentar a isto!

E, por hoje, é só!

Beijinhos XL. Como esta Maria.